quarta-feira, 17 de janeiro de 2018
11/01/2018

Corpo de Bombeiros alerta sobre perigo do cerol em Pipas


/print.asp

Cerol é uma substância feita à base de cola e vidro moído

Nestes meses de férias escolares, as crianças buscam as mais variadas opções para se divertir. Brincadeiras como jogar bola e soltar pipa remetem à ideia de liberdade e tornam-se as favoritas para se fazer ao ar livre. O Corpo de Bombeiros alerta, no entanto, que vários são os riscos ao soltar pipa, principalmente quando em locais não indicados, a exemplo de terrenos próximos à rede elétrica. Além disso, aqueles que fazem o uso de cerol nas pipas podem sofrer acidentes ou ferir seriamente outras pessoas e isso é considerado crime.

O cerol é uma substância feita à base de cola e vidro moído e por isso se torna extremamente cortante quando em contato com a pele. “Além do risco de uma criança ser atropelada tentando recuperar a pipa, existe também o perigo de choque elétrico caso o brinquedo atinja a rede elétrica enquanto a criança o manuseia. Porém, outro grande risco é a questão do cerol que pode levar até a morte daquele que se enrosque na linha.”, alertou o major Hugo Bezerra, comandante interino do Batalhão de Atendimento Pré-Hospitalar (BAPH).

Devido a isso, o Corpo de Bombeiros repassa algumas orientações para que não ocorram acidentes e que a diversão durante férias não seja comprometida:

• Utilize linhas de algodão, pois elas são menos perigosas. Nunca use linhas de fio de cobre ou com cerol.

• Preste atenção a motocicletas e bicicletas, porque a linha, mesmo sem cerol, é perigosa para os condutores;

• Procure um local aberto e distante de fios ou antenas para evitar choques elétricos, como campos de futebol e parques;

• Nunca solte pipas em dias de chuva ou com relâmpagos;

• De modo algum tente retirar pipas presas na rede elétrica ou árvores, nem faça pipas com papel laminado, pois há grande risco de choque e acidentes;

• Jamais solte pipa em lajes ou telhados, para evitar quedas;

• Tenha cuidado e observe onde pisa, principalmente quando andar para trás, para não cair;

• Caso a linha quebre, não corra atrás da pipa sem observar se o caminho é seguro, como atravessar ruas e passar por buracos;

• Use luvas ao soltar pipa, para não machucar as mãos.

Punição - No ano de 2013, foi instituída a lei estadual que proíbe o uso de cerol em pipas, papagaios e pandoras. A Lei 10.186/2013 estabelece multa que varia de R$ 500,00 a R$ 2.500,00 para o infrator e ainda pode gerar o boletim de ocorrência para quem ocasionar o acidente ou seu responsável.

Portalpatos

Fonte: Wscom/Assessoria

portalpatos