portalpatos
publicidade
sábado, 15 de junho de 2019
ULTIMASNOTICIAS - 26/05/2019

Polícia registra cinco casos de violência contra a mulher neste final de semana na Paraíba


A polícia registrou na madrugada deste domingo (26) o quinto caso de violência contra a mulher na Paraíba neste final de semana. Desta vez, o fato aconteceu na cidade de Patos, no Sertão do Estado. 

Marlene Victor dos Santos, 44 anos, residente na Rua Padre Anchieta, Bairro Santo Antônio, em Patos, sofreu 10 facadas enquanto estava em sua residência.

Marlene Victor fez um relato confuso para a guarnição do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) que se deslocou para apurar o caso. Ela disse em primeiro momento que teria sido abordada por um homem que pediu o celular dela, mas como ela não tinha o aparelho, o homem desferiu as facadas.

Depois a vítima disse que foram dois homens que a atingiram por motivo banal. Como Marlene Victor estava em casa e pelo horário, a polícia ainda apura o que de fato teria ocorrido.

A vítima foi socorrida por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e após os procedimentos cabíveis foi removida para o Hospital Regional de Patos. Marlene Victor deu entrada no bloco cirúrgico com perfurações nas costas, braços e cabeça. Entre as perfurações mais graves, destaque para cabeça e costas.

De acordo com relatos, a situação da vítima é instável e inspira cuidados, pois houve perda significativa de sangue.

OUTROS CASOS DO FIMA DE SEMANA

O primeiro caso aconteceu na noite de sábado  no município de Cachoeira dos Índios quando uma mulher teria sido alvejada com um disparo de arma de fogo.

A guarnição ao chegar ao local da ocorrência, os militares se depararam com a suposta vítima identificada como Juliana Dias da Silva, de 18 anos, ferida com disparo de arma de fogo possivelmente, calibre 12, no braço.

A vítima informou que a tentativa de homicídio tinha sido praticada pelo individuou já bastante conhecido meio policial identificado como Geovane Júnior de Sousa Dias, que fugiu do local logo após a tentativa.

A mulher relatou aos policiais que o investigado estava lhe ameaçando no dia anterior e que no início deste sábado, a mesma teria ido buscar um cigarro na casa sua mãe, quando foi surpreendida pelo indivíduo que munido de uma arma de fogo de grosso calibre efetuou um tiro em sua direção lhe acertando o braço.

A polícia conduziu a mulher até o hospital e, logo em seguida, para a delegacia de Cajazeiras para ser formalizado o boletim de ocorrência.

O acusado fugiu e não foi localizado pela PM.

O segundo caso foi registrado na madrugada de ontem em Santa Rita. Nessa ocorrência a mulher reagiu e assassinou a tiros o ex- companheiro.  

De acordo com a polícia, Deize Santos Ferreira estava dentro de casa na Rua Nova, no bairro de Várzea Nova, quando iniciou uma discussão com o companheiro Francisco Lailton Cosmo da Silva.

Em meio a discussão, ela sacou de uma arma de atirou várias vezes contra o ex-companheiro que morreu no local.

Na noite de sábado, em Monteiro, no Cariri Paraibano, um homem foi preso com base na Lei Maria da Penha, acusado de ter agredido e ameaçado sua companheira,

Conforme informações, o caso aconteceu na Rua Givonaldo Cavalcante, no Bairro do Alto de São Vicente. A Polícia foi acionada e chegando no local constatou a veracidade dos fatos, prendendo em flagrante delito o acusado.

Após denúncia ele foi detido e encaminhado à 14ª Seccional de Polícia Civil Monteiro

O quarto registrado foi na madrugada de domingo na cidade de Caturité, no Agreste da Paraíba. Jânio Cordeiro de Lira, 49 anos está sendo acusado de assassinar a facadas a ex-companheira. De acordo com a polícia, a mulher havia se separado do suspeito há seis meses morava em Campina Grande, onde tinha assumido um novo relacionamento, mas costumava ir nos fins de semana para Caturité visitar parentes.

Segundo testemunhas, a vítima foi atacada quando estava na frente da casa da mãe. Ela ainda correu para o interior da casa, mas foi seguida pelo suspeito. A mulher ainda chegou a ser socorrida, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu dentro da ambulância.

Depois de esfaquear a mulher, o homem também teria desferido golpes de faca contra o próprio corpo.

 

O suspeito foi socorrido e está internado no Hospital de Trauma de Campina Grande. De acordo com informações do Hospital de Trauma de Campina Grande, o acusado passou por procedimento cirúrgico e continua internado sob custódia da Polícia Militar.

A polícia registrou na madrugada deste domingo (26) o quinto caso de violência contra a mulher na Paraíba. Desta vez, o fato aconteceu na cidade de Patos, no Sertão do Estado. 

Marlene Victor dos Santos, 44 anos, residente na Rua Padre Anchieta, Bairro Santo Antônio, em Patos, sofreu 10 facadas enquanto estava em sua residência.

Marlene Victor fez um relato confuso para a guarnição do 3º Batalhão de Polícia Militar (3º BPM) que se deslocou para apurar o caso. Ela disse em primeiro momento que teria sido abordada por um homem que pediu o celular dela, mas como ela não tinha o aparelho, o homem desferiu as facadas.

Depois a vítima disse que foram dois homens que a atingiram por motivo banal. Como Marlene Victor estava em casa e pelo horário, a polícia ainda apura o que de fato teria ocorrido.

A vítima foi socorrida por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e após os procedimentos cabíveis foi removida para o Hospital Regional de Patos. Marlene Victor deu entrada no bloco cirúrgico com perfurações nas costas, braços e cabeça. Entre as perfurações mais graves, destaque para cabeça e costas.

De acordo com relatos, a situação da vítima é instável e inspira cuidados, pois houve perda significativa de sangue.

OUTROS CASOS DO FIMA DE SEMANA

O primeiro caso aconteceu na noite de sábado  no município de Cachoeira dos Índios quando uma mulher teria sido alvejada com um disparo de arma de fogo.

A guarnição ao chegar ao local da ocorrência, os militares se depararam com a suposta vítima identificada como Juliana Dias da Silva, de 18 anos, ferida com disparo de arma de fogo possivelmente, calibre 12, no braço.

A vítima informou que a tentativa de homicídio tinha sido praticada pelo individuou já bastante conhecido meio policial identificado como Geovane Júnior de Sousa Dias, que fugiu do local logo após a tentativa.

A mulher relatou aos policiais que o investigado estava lhe ameaçando no dia anterior e que no início deste sábado, a mesma teria ido buscar um cigarro na casa sua mãe, quando foi surpreendida pelo indivíduo que munido de uma arma de fogo de grosso calibre efetuou um tiro em sua direção lhe acertando o braço.

A polícia conduziu a mulher até o hospital e, logo em seguida, para a delegacia de Cajazeiras para ser formalizado o boletim de ocorrência.

O acusado fugiu e não foi localizado pela PM.

O segundo caso foi registrado na madrugada de ontem em Santa Rita. Nessa ocorrência a mulher reagiu e assassinou a tiros o ex- companheiro.  

De acordo com a polícia, Deize Santos Ferreira estava dentro de casa na Rua Nova, no bairro de Várzea Nova, quando iniciou uma discussão com o companheiro Francisco Lailton Cosmo da Silva.

Em meio a discussão, ela sacou de uma arma de atirou várias vezes contra o ex-companheiro que morreu no local.

Na noite de sábado, em Monteiro, no Cariri Paraibano, um homem foi preso com base na Lei Maria da Penha, acusado de ter agredido e ameaçado sua companheira,

Conforme informações, o caso aconteceu na Rua Givonaldo Cavalcante, no Bairro do Alto de São Vicente. A Polícia foi acionada e chegando no local constatou a veracidade dos fatos, prendendo em flagrante delito o acusado.

Após denúncia ele foi detido e encaminhado à 14ª Seccional de Polícia Civil Monteiro

O quarto registrado foi na madrugada de domingo na cidade de Caturité, no Agreste da Paraíba. Jânio Cordeiro de Lira, 49 anos está sendo acusado de assassinar a facadas a ex-companheira. De acordo com a polícia, a mulher havia se separado do suspeito há seis meses morava em Campina Grande, onde tinha assumido um novo relacionamento, mas costumava ir nos fins de semana para Caturité visitar parentes.

Segundo testemunhas, a vítima foi atacada quando estava na frente da casa da mãe. Ela ainda correu para o interior da casa, mas foi seguida pelo suspeito. A mulher ainda chegou a ser socorrida, mas não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu dentro da ambulância.

Depois de esfaquear a mulher, o homem também teria desferido golpes de faca contra o próprio corpo.

O suspeito foi socorrido e está internado no Hospital de Trauma de Campina Grande. De acordo com informações do Hospital de Trauma de Campina Grande, o acusado passou por procedimento cirúrgico e continua internado sob custódia da Polícia Militar.

Portalpatos

Fonte: Paraiba.com.br

portalpatos
Leia Tamb�m

Comentários


comercial
Canjica Amarela Dona Clara 500g
24/06válida até oferta1R$,39
comercial
Agua Sanitaria Tubarao 1 lt
24/06válida até oferta1R$,89
comercial
Café Almof Kimimo 250g
24/06válida até oferta3R$,48
comercial
Vinagre de Álcool 500ml Regina
1R$,35
comercial
Milho de Pipoca Pula-pula Kimimo 500g
24/06válida até oferta2R$,38
comercial
Kit Coloração Tinta Cor &. Ton (cores, Exceto Vermelhas)
24/06válida até oferta8R$,99
comercial
Galinha Congelada E. Pesada Madaló kg
24/06válida até oferta5R$,99