quinta-feira, 6 de agosto de 2020
08/07/2020

Prefeito de Uiraúna flagrado com dinheiro na cueca paga fiança de R$ 522,5 mil, mas continua preso aguardando alvará de soltura


João Bosco Nonato Fernandes, que ficou conhecido por esconder dinheiro na cueca, ainda não conseguiu sair da cadeia, embora tenha pago a fiança.

O prefeito afastado de Uiraúna, João Bosco Nonato Fernandes, pagou fiança de R$ 522,5 mil estipulada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello, no último dia sábado (4). No dia, chegou-se a anunciar que Bosco Fernandes seria recebido com festa em Uiraúna, mas a verdade é que ele continua preso, pois o STF ainda não emitiu o alvará de soltura.

O advogado de Bosco, Fernando Erick de Carvalho, informou ao ClickPB que já peticionou a soltura do cliente ao STF, mas devido a pandemia, o supremo está funcionando em regime de plantão e é necessário aguardar a liberação do alvará.

Bosco Fernandes está preso desde 21 de dezembro do ano passado, quando foi deflagrada a Operação Pés de Barro, que apura pagamentos de propina decorrentes do superfaturamento das obras de construção da “Adutora Capivara”, um sistema adutor que deve se estender do município de São José do Rio do Peixe ao município de Uiraúna, no Sertão da Paraíba.

Na época da prisão o prefeito ficou conhecido nacionalmente após a exibição de um vídeo em que aparece escondendo dinheiro na cueca. A história chegou a ser matéria do Fantástico, programa dominical da Rede Globo.

Portalpatos

Fonte: ClickPB

portalpatos